Garotas e Livros

Conteúdo Recomendado

Garotas e Livros


Armadilha - Melanie Raabe

Posted: 07 Oct 2016 10:59 AM PDT

"Você passa tanto tempo contando suas histórias, que acaba acreditando nelas."

Eu pedi esse livro a editora pelo simples fato de ser um thriller. Quem me conhece sabe o quanto o suspense é um gênero favorito, toda e qualquer investigação e tensão sobre determinada coisa aguça minha curiosidade. Como é reconhecer o rosto do assassino da sua irmã mais de dez anos depois sem mais nenhuma prova que o incrimine? Como uma escritora reclusa pode arquitetar uma confissão?


Linda, uma escritora best-seller, vive reclusa em sua casa à beira de um lago desde o assassinato de sua irmã mais nova há doze anos. O assassino nunca foi pego, mas Linda o viu de relance, e agora ela acaba de reconhecer seu rosto na TV. Ele é Victor, um brilhante jornalista. Pensando numa saída para pegá-lo, ela escreve um best-seller baseado no assassinato da irmã e concorda em conceder uma única entrevista à imprensa, em sua casa, para Victor. A partir daí tem início um embate perturbador. Cheio de reviravoltas, tensão e terror psicológico.

Título original: Die Falle
Autora: Melanie Raabe
Editora: Jangada
Ano: 2016
Páginas: 302

Primeira frase do livro:
"Não sou deste mundo"


O começo do livro é bem mais explicativo e muito paranoico. Linda Conrads é uma escritora consagrada, famosa por seus romances, mas há dez anos descobriu uma doença que a mantém afastada de tudo e de todos. Ela vive praticamente numa bolha, não sai, quase não recebe visitas, não mantém contatos pessoais com seus leitores ou com o mundo. Não sente frio, nem calor. Sua casa vive em temperatura ambiente. Não sente mais a chuva sob a pele ou a textura de uma flor. Viver assim tende a ser difícil, mas ela se acostumou e aceitou, lendo e escrevendo seus livros com o passar dos dias. Depois do assassinato da sua irmã, essa passou a ser sua vida. Isolada. A única que viu o rosto do assassino que nunca foi pego. Depois daquele dia, nada foi a mesma coisa para ela, então a solidão se fez morada.

"[...] Até então tinha conseguido levar uma vida tranquila e reprimir toda lembrança da minha irmã. Mas agora tudo voltou. E mesmo tendo se passado tanto tempo, a ferida ainda não cicatrizou. O tempo é um charlatão."

A partir do momento que Linda reconhece o rosto do assassino como um jornalista internacional da TV, Victor Lenzen, ela aparenta mais perturbada do que imaginamos. O plano para arrancar uma confissão dele é bolado, porém a autora nos deixa o tempo todo com a sensação de que não podemos confiar na protagonista. O livro é narrado em primeira pessoa, então tudo que notamos e sentimos, é através de Linda, sendo que Linda nunca se curou, de fato, da morte da irmã. Em todo o momento nos perguntamos até que ponto toda armadilha na busca por resposta que ela cria é crível. Até onde a podemos confiar na sua sanidade? Chegou em um determinado momento do livro em que eu não sabia mais de nada, abandonei todas minhas teorias e olhei para as páginas com a maior cara de "HÃ? Como assim?" Uma amiga me perguntou se eu estava gostando do livro e minha resposta foi: "Vivi, a única coisa que posso dizer até agora é que a autora é louca!"

"[...] Pergunto-me se é a primeira vez na minha vida que apertei a mão de um assassino. Nunca dá para saber, não é?'

E foi com uma jogada incrível que a autora nos deixa de cara no chão! Quando a gente já vai perdendo a noção da verdade, ela nos mostra o quanto o ser humano pode ser capaz de moldar, criar, esconder, inventar e manipular pessoas. Esse livro é um triller psicológico alucinante, que vai deixar qualquer um morrendo de curiosidade até acabar. O começo pode ser até mais lento, mas da metade para o final, você só quer a verdade exata, sem mais armadilhas, você quer a certeza do que houve. A autora nos apresenta vários caminhos e pistas e vamos nos agarrando a uma ou à outra, embora muitas delas sejam falsas.

"[...] Dou-me conta de que realmente vivo numa torre de marfim, de que sei muito pouco sobre as pessoas e os relacionamentos, de que tudo o que sei a respeito provém de lembranças distantes e de livros."
Em paralelo à busca pela verdade, há o novo livro da Linda Conrads, aquele que muda toda a história, aquele que contém A história real, e aos poucos, vamos 'lendo' esse livro também. Ou seja, tem um livro dentro do livro, que é a maneira que Linda encontrou de apresentar tudo o que aconteceu sobre o assassinato da irmã. Com uma escrita fluida e um enredo eletrizante, de um terror psicológico incrível, Melanie Raabe nos traz essa história cheia de reflexão do caráter humano, coberta de incertezas e recheada de um suspense único. Livro muito mais que recomendado!

"Penso que a noite não é apenas misteriosa, poética e bela. 
Também é sombria e assustadora. Como eu."


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge