Fome de Livros

Conteúdo Recomendado

Fome de Livros


Resenha - Essa Luz Tão Brilhante

Posted: 04 Sep 2016 11:00 AM PDT

Resenha feita pela Tay!
Título: Essa Luz Tão Brilhante

Título Original: Estelle Laure
Série: Essa Luz Tão Brilhante
1- Essa Luz Tão Brilhante
2- But Then I Came Back (Spin-off, 2017)
Autor: Estelle Laure
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino 

Sinopse
O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.

A TramaJá vou começar dizendo que ao mesmo tempo que eu gostei do livro, eu não gostei. Gostei principalmente do desenvolvimento da protagonista, mas outras coisas durante a trama foram bem rasas, na minha opinião, até mesmo confusas. Além disso, a história me pareceu incompleta, nada realmente se resolve no fim, é como se eu tivesse lido o livro para nada. Eu sei que nem tudo tem uma solução no fim das contas, e eu até gosto de quando os livros não apresentam uma solução miraculosa para os problemas no fim das contas, mas eu não gosto dessa falta quando durante o livro todo parece que você não leu nada. Isso é ainda mais confuso porque eu consegui me importar com a situação de Lucille e sua irmã, senti empatia por elas e torci para que tudo terminasse bem, mas ao mesmo tempo não consegui sentir uma conexão real com a história, se é que isso faz sentido.

A Protagonista: Eu gostei de Lucille, apesar de me irritar com sua paixão cega por Digby. Ela precisou amadurecer em muito pouco tempo e conseguiu fazer isso bem, apesar do fardo de ser uma pessoa responsável às vezes ser grande de mais. 

Personagens Secundários: Digby é um cara fofo e faria qualquer uma se apaixonar por ele, o problema é que ele também pode ser um idiota, daqueles que você tem vontade de entrar no livro pra dar uns belos socos na cara. Sua indecisão em um determinado assunto me deixou bem irritada e torcendo para que Lucille parasse de correr atrás dele. Gostei da amizade que Eden tem com a protagonista, o que torna um pouco irreal a forma como ela ficou com birra de Lucille em um momento, a ponto de parar de falar com a menina. Wren, irmã de Lucille, é uma fofa e adorei a relação das duas. Ela adora assistir programas de culinária e com certeza tem o dom para a cozinha.

Capa, Diagramação e EscritaA capa é bem simples, mas se encaixa na história, e eu gosto dela, é bem vibrante e bonita. As margens são bem espaçadas, fazendo com que a leitura seja bem rápida. A escrita da autora também ajuda na fluidez. Não é uma escrita excepcional, mas consegue cativar o leitor, além de possuir citações bonitas. Como já disse, a história me passou a sensação de estar incompleta, então, na minha opinião, faltou um pouco de desenvolvimento. Ela tentou tratar de vários assuntos ao mesmo tempo, não dando exatamente espaço para cada um ser desenvolvido de forma satisfatória, e isso também atrapalhou a credibilidade que ela queria passar.

ConcluindoEu sei que muita gente vai adorar esse livro, eu mesmo gostei, por isso queria que a autora tivesse desenvolvido melhor sua história. Então, se você tem interesse em conhecer a história de Lucille, eu recomendo que leia e tire suas próprias conclusões. 

Quotes:
Como é que num dia uma pessoa é um componente de decoração na casa (uma mesa bacana, talvez) e no outro passa a ser os canos, a fundação, a viga central sem a qual toda a estrutura desaba? Como é que uma estrela que mal se nota se transforma no sol?


(...) Memórias escapam, sabe, se a gente não achar um jeito de fazer com que elas permaneçam. (...)


(...) Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar.

Classificação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge