Fome de Livros

Conteúdo Recomendado

Fome de Livros


Resenha - O miniaturista

Posted: 26 Sep 2016 06:56 PM PDT

Resenha feita pela Lary!
Título: O Miniaturista
Livro Único.
Autora:
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva

Sinopse: Em 1686, a jovem Nella Oortman se casa com Johannes Brandt, um bem-sucedido mercador de Amsterdã, e se muda do interior da Holanda para a cidade grande. Nella acredita que o casamento com um homem rico e poderoso irá lhe proporcionar uma vida repleta de glamour e felicidade, no entanto, não é o que ela encontra quando chega à nova casa: por causa das viagens a trabalho, Johannes não é dos maridos mais atenciosos e Marin, sua irmã, se encarrega de controlar cada aspecto do lar e da família Brandt, revelando-se extremamente opressiva e dominadora. Para agradar a nova esposa, Johannes a presenteia com uma miniatura da casa em que moram e, logo, Nella encontra um miniaturista para confeccionar algumas peças. No entanto, tudo começa a mudar quando o miniaturista passa a enviar obras que nunca foram pedidas, mas que não apenas refletem a realidade, como parecem anunciar futuras tragédias. Encantador, belo e repleto de mistérios, Miniaturista é uma magnífica história de amor e obsessão, traição e vingança, aparência e verdade.

A Trama: Petronella é uma jovem (se não me engano de 18 anos) do interior holandês que acabou de se casar com um rico comerciante de Amsterdã, sozinha na enorme e moderna cidade está ansiosa para começar a vida de casada e se distanciar do vilarejo de Assendelf. Fica extremamente decepcionada ao chegar em sua nova casa, que é comandada pela cunhada e onde seu marido quase nunca se encontra, além disso ela tem de lidar com o deboche dos criados e com a atitude opressiva e autoritária da cunhada. É nesse ambiente que Johannes, marido de Nella a presenteia com uma casa em versão miniatura a deles.

A Protagonista: Nella é muito…simples, e ao mesmo tempo fascinante, cansada da vida no campo, de seus irmãos barulhentos e das dívidas causadas pelo finado pai, aceita de bom grado se casar para se distanciar dalí, apesar disso ela nutre muito amor por sua família e não parece odiar o vilarejo que nasceu e as pessoas que lá vivem. Inicialmente ela está muito ansiosa para comandar sua própria casa, mudar a decoração, se transformar em uma "mulher de verdade" e começar a viver uma maravilhosa vida de casada com que passou a sonhar. Só que ao chegar na casa dos Brandt, ela é recebida por criados folgados que a tratam com desprezo e a uma cunhada acostumada a ter o controle de tudo. Confesso que me irritei com a natureza passiva de Nella, que apesar de não gostar e ter muitas opiniões preferia se manter quieta á se manifestar. Achei impressionante o crescimento da personagem durante a história, seu amadurecimento e até sua ingenuidade, lutando para ser respeitada e para conseguir lidar com tudo que acontece com ela.

Personagens Secundários: É difícil entender Johannes até a metade do livro, confesso que formulei muitas teorias para seu comportamento e nenhuma chegou perto do desfecho do livro, apesar de fazer muito sentido eu estava esperando alguma coisa diferente…mais escandalosa, não que não tenha sido, foi chocante, mas foi muito coerente. Marin a irmã, é literalmente a frente de seu tempo, pode parecer clichê mas não é a impressão que temos durante a leitura, usando somente roupas pretas ela comanda a  casa com mão de ferro, e posso dizer que foi a personagem mais interessante e surpreendente do livro, de personalidade forte e contraditória ela é uma mulher absurdamente forte! Ganhou a minha admiração. Cornélia e Otto são os criados da casa, apesar dele ser o criado particular de Johannes ele ajuda Cornélia em todos os afazeres da casa, exceto a cozinha e somente ele cuida do jardim. Cornélia é uma criada muito…liberal, não no sentido esdrúxulo – ela tem muito mais liberdade que as criadas da época, falando e fazendo muitas vezes o que deseja e não seguindo e ou respeitando a hierarquia de criados e senso comum a época.
 
Capa, Diagramação e Escrita: A capa é LINDA, a edição toda é uma graça; A diagramação é simples, mas polida e confortável. A escrita é ótima, mesmo que não seja uma história rápida, ela não se arrasta – é fluida, gostosa e crescente, não notamos as coisas vindo e acontecendo apesar de elas estarem sendo desenvolvidas de capítulo a capítulo.

Concluindo: Gostei muito do livro, apesar de ter ouvido muitas críticas ao comércio de açúcar citado nele, isso não me incomodou nem um pouco, inclusive achei interessante, fiquei o livro inteiro esperando aparecer alguma parte arrastada, mas não aconteceu – foi muito sutil e na minha opinião, corrobora com o crescimento da protagonista. Super recomendo o livro – foi uma leitura deliciosa.
Classificação:
                                                     

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge