Fome de Livros

Conteúdo Recomendado

Fome de Livros


Saciando a Fome #151

Posted: 10 Sep 2016 02:15 PM PDT

Heeello! Saudades?


Em primeiro lugar, preciso comentar que esses editores de capa merecem um bônus, porque ultimamente as capas dos livros estão lindas demais!
Estou um pouquinho atrasada no Saciando, então dois dos livros que chegaram já foram lidos e resenhados, O Livro das Memórias (Lara Avery - Seguinte) e A Maldição do Vencedor (Marie Rutkoski - Plataforma21), e amei os dois! Além disso, dois livros já foram resenhados por outras meninas aqui no blog, mas são novos para mim, porque recebi eles para autografar! Cartas de Amor aos Mortos (Ava Dellaira - Seguinte) e Por Lugares Incríveis (Jennifer Niven - Seguinte) estão vibrantes, bonitos e, agora, autografagos.
Agora, para as novidades Amor Letal (Robin LaFevers - Plataforma21), que faz parte de uma das minhas séries favoritas, Maré Congelada (Morgan Rhodes - Seguinte), o quarto de uma série com muita magia, Uma Canção de Ninar (Sarah Dessen - Seguinte), de uma das minhas autoras favoritas, e Boomerang (Noelle August), que espero que seja bom.


Se você notou que tem dois "Cartas de Amor aos Mortos", já deve saber que teremos promoção né?
E achei estranho (porém muito legal) que Boomerang tem a lombada laranja. Se você der uma olhadinha ali em cima, não tem nada de laranja na capa, mas estranhamente combina.

Últimas Resenhas:
O Erro - Elle Kennedy 46
De Repente - Nichole Chase 36
À Procura de Alguém - Jennifer Probst 38
Magônia - Maria Dahvana Headley 38
O Menino no Alto da Montanha - John Boyne 42

Muitos gêneros diferentes nas resenhas dos últimos dias, não esqueçam de conferir. Além disso, queria lembrar que estamos com muitas promoções! Pra conferir é só clicar na aba "Promoções", ali na direita.
Até semana que vem!

Resenha - Dias Passados

Posted: 10 Sep 2016 01:40 PM PDT

Resenha feita pela Tay!
Título: Os Mortos-Vivos, Vol. 1: Dias Passados

Título Original: The Walking Dead, Vol. 1: Days Gone Bye
Série: Os Mortos-Vivos (The Walking Dead)
1- Dias Passados
2- Caminhos Trilhados (2006)
3- Segurança Atrás das Grades (2008)
...
26- Call To Arms (2016)
Autor: Robert Kirkman
Ilustrador: Tony Moore
Editora: HQM Editora
Páginas: 148
Ano: 2006
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Saraiva

Sinopse
HQs #01 a #06 - Num hospital do interior dos Estados Unidos, o policial Rick Grimes acorda do estado de coma em que se encontrava. Estranhando o abandono do local, Grimes logo descobre que há uma legião de zumbis perambulando ao seu redor, atacando todos os seres humanos que vêem. De alguma forma misteriosa, os mortos voltaram à vida e, agora, o mundo se vê assolado por seres descerebrados, cujo único interesse parece ser a vontade de saciar uma fome animalesca por carne humana.

A TramaAcho um pouco difícil ninguém conhecer The Walking Dead hoje em dia, mas a história é basicamente sobre um xerife, Rick Grimes, que acorda de um coma no hospital para descobrir que o mundo foi devastado pelo vírus zumbi e agora ele precisa ir atrás da sua família. A série de TV é uma das minhas favoritas de sempre e tem muito tempo que eu queria começar a ler as HQs, mas admito que tinha um pouco de medo de me decepcionar. Mas o primeiro volume (contendo as 6 primeiras edições) não me desapontou. Pelo contrário, o final até mesmo me surpreendeu. É algo que realmente acontece na série de tv, mas não tão cedo na história e não da forma como aconteceu. Foi chocante e me deixou de boca aberta. Então se eu já sabia que a hq seria diferente da série, foi com esse final que eu tive certeza disso e estou bem ansiosa para descobrir mais




O Protagonista: O Rick do início da hq se parece bastante com o Rick da primeira temporada da série, então foi interessante relembrar como ele (e todo mundo, aliás) era um pouco ingênuo para aquela situação. Na hq, inclusive, ele parece um pouco mais despreparado, digamos assim, então estou bem curiosa para saber como será sua mudança durante os quadrinhos.

Personagens Secundários: Fiquei surpresa ao descobrir que o Carl tem apenas 7 anos e o Shane não é tão durão (aliás, ele é bem idiota com relação a algumas coisas). Ainda não tive suficiente da Lori para ter uma opinião sobre ela na hq, mas posso dizer que enxergo a situação dela no início com outros olhos (tanto a da série quanto a do quadrinho). Sobre os outros personagens, acredito que ainda não foi mostrado suficiente deles para eu dizer exatamente o que acho sobre cada um, então vou esperar ler o próximo volume. Mas o que posso dizer é que o que eu mais gosto em TWD são os personagens, afinal, eles são o mais importante da história. Sempre me irrita quando alguém diz não gostar da série por não ter zumbis e sangue o suficiente, quando na verdade a história é sobre os sobreviventes e a forma como eles lidam com aquela situação. E o autor consegue criar personagens reais, crus, que tenho certeza mostrarão ainda mais de suas humanidades (ou falta delas) ao longo dos volumes.

Capa, Diagramação e EscritaNão tenho uma opinião sobre a capa, não gosto nem desgosto dela para dizer a verdade. Mas gosto como a linha de zumbis vai se completando ao longo dos volumes. A hq é toda em preto e branco e eu gosto muito da arte, combina bastante com a atmosfera que a história passa. A forma como a história é conduzida também é bem interessante, inserindo aqueles momentos de "pânico" nas ocasiões exatas, não para assustar o leitor, mas porque aquela é uma realidade daqueles personagens. Ou seja, não tem zumbi sendo jogado nas páginas a todo modo só para causar medo e desconforto (coisas que os zumbis prefiro walkers nem precisam estar lá para causar, já que temos os humanos e... bem, humanos são humanos).

ConcluindoEspero que a hq continue me surpreendendo com coisas diferentes da série como no final desse primeiro volume. Estou bem empolgada para continuar lendo e redescobrir esses personagens que já conheço há anos, mas que tenho certeza vão me surpreender a cada volume. Só vou sentir falta do Daryl, um dos meus favoritos que não existe na hq. Obviamente recomendo para todo mundo (melhor que seja acima de 16 anos), principalmente para quem curte histórias de pós-apocalípticas e de sobrevivência, como eu.

Classificação:

Especial Bienal 2016

Posted: 10 Sep 2016 07:06 AM PDT

Ooi gente! Em clima de Bienal do Livro, viemos conversar um pouquinho sobre como foi a nossa experiência. Ano passado eu e a May fomos na Bienal do Rio de Janeiro, mas foi nossa primeira vez em SP (e a primeira vez da Lary em qualquer uma delas).



Pra começar, achei a Bienal desse ano bem cara. O ingresso no final de semana estava R$25 a inteira e o estacionamento R$40 para carros! Mas ok, não pensem que por isso estava vazio.

Como de costume, a Bienal estava linda! Alguns estandes realmente capricharam, sendo que o meu favorito foi o estande da editora Rocco, onde foi feita uma decoração temática de Harry Potter para comemorar o lançamento do novo livro em breve.


Falando no lançamento do livro, também teve um evento da editora Rocco especial de Harry Potter, onde eles responderam algumas perguntas, tiveram sorteios e etc. Eu senti falta de saber os próximos lançamentos da editora (o que é comum em eventos de editoras parceiras), mas ainda foi divertido.

É bom explicar para vocês que os eventos das editoras são minha parte favorita da Bienal, já que nós podemos interagir com outros blogueiros e com o pessoal das editoras mais legais! Além do evento da Rocco, comparecemos ao do grupo Companhia das Letras e da Arqueiro.
Os dois eventos foram Ó-T-I-M-O-S. O da Cia contou com a presença da fofíssima Jennifer Niven, além de alguns autores nacionais e eles nos apresentaram os próximos lançamentos da editora, falaram um pouquinho sobre as séries atuais de diversos selos da editora, nos presentearam com uma ecobag linda (porém meio frágil) e livros lindos! Já o evento da Arqueiro foi onde eu mais me diverti, porque os moderadores, o pessoal que trabalha na editora, é muito honesto e nos contou os motivos reais para uma série ser lançada super rápido, outra ficar empacada, sobre quais livros serão lançados em breve e etc. Também ganhamos brindes lindos (e livros, claro).

Para vocês entenderem, eis um pouquinho dos kits lindos que recebemos na Bienal.


Sobre os autores, como os autores internacionais tem muita fila e nós não gostamos de pegar fila, só fomos na sessão de autógrafos da Ava Dellaira e da Jennifer Niven, aquela que era conjunta.
As duas autoras eram muito simpáticas, a Jennifer tinha um sorriso sincero no rosto e a Ava até autografou em português!

(Se você não nos conhece, essas são a Luh e a May!)

Agora, voltando a falar um pouquinho da Bienal em si. O número de banheiros era meio pequeno, mas alguns estandes estavam muito bons para comprar livros, especialmente o da Ciranda Cultural e o Estande da V&R. Minha promoção favorita da Bienal inteira foi a de A Maldição do Vencedor e O Crime do Vencedor por R$44. Sim, os dois livros. Valeu muito a pena!
Além disso, uma garota estava lá no estande vestida com a roupa de A Maldição do Vencedor pra tirar fotos com a galera!


Agora sobre a parte não tão boa, eu senti falta de algumas coisas bem importantes! A primeira foi o estande da Novo Conceito, que ano passado estava tão bom. Esse ano eles simplesmente não tinham um estande na Bienal, nem mesmo um pequeno! A segunda coisa foram as promoções da Intrínseca. Ano passado comprei vários livros lá no estande deles e esse ano, por incrível que pareça, os livros estavam mais caros que no ano passado. E eu estou me referindo ao mesmo livro, que agora não era mais lançamento, e estava mais caro! (E não foi um ou dois, foi a maioria). Além disso, passamos lá diversas vezes e eles não tinham nem marcadores :(

Ok, acho que é só. O importante da Bienal é aproveitar, passear bastante e tentar comprar os livros só no final do dia pra não ficar com dor nos ombros, e foi o que fizemos. Já ficam as dicas para a próxima!

Até a Bienal do ano que vem. E pra quem já foi, não esqueça de nos contar como foi a sua experiência.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge