Balaio de Livros

Conteúdo Recomendado

Balaio de Livros


(Resenha) O Fantasma da Condessa de Vallon - Denise Corrêa de Macedo - EME Editora:

Posted: 08 Aug 2016 09:50 AM PDT


Sinopse:

Época de Kardec, início dos estudos espíritas.
No castelo de Vallon desenrola-se uma batalha desigual.
Quando Amélie é acometida por crises de sonambulismo, a família, sem saber que ela está abrindo seus canais mediúnicos, chama o jovem viúvo conde doutor Jean-Paul para tratá-la.
Eles se envolvem emocionalmente e despertam a revolta de Nicole, a esposa recém-desencarnada, que não abandona a residência onde viveu um curto, porém intenso caso de amor - o castelo de Vallon.
Enquanto o 'fantasma' da condessa luta por Jean-Paul, Amélie luta para se instalar como a nova esposa. Mas, com o pensamento voltado para Jesus, ela vai receber de sua protetora espiritual o amparo permitido.


Opinião:

Nosso livro se passa na Bélgica, mais precisamente em Valônia, no ficticio Castelo de Vallon pertencente ao conde e a condessa de Vallon, ele além de conde era também o médico local, possuindo assim dois títulos importantes. Nicole, a esposa, era apaixonada por plantas e seu jardim sempre foi impecável. O Casal estava junto a dois anos e não possuíam filhos. Eis que a felicidade sempre tão presente tem seu fim abrupto quando em uma cavalgada, o cavalo de Nicole dispara e faz com que sua dona caia batendo a cabeça, sendo encontrada horas depois já sem vida pelos empregados da propriedade.


Jean-Paul (o conde) ficou arrasado com a perda da esposa que tanto amava e, sem saber da realidade no plano espiritual, atraía com seu amor e tristeza as vibrações da falecida que mesmo desencarnada permaneceu na companhia do marido. Vendo a situação em que o patrão se encontrava, Magdalena, Governanta do Palácio sugeriu que seu patrão fosse visitar os Chevaliers, família vizinha aos Vallon que estavam com uma filha enferma.

Depois de tanta insistência Jean-Paul decide ir até a propriedade dos vizinhos para tratar Amélie. Após conversar com ela e com seus pais, ele percebe que a menina sofre de sonambulismo e decide acompanhar seu caso. Amélie era a filha mais velho do casal estava com dezessete anos. Muito bonita, lembrava muito a falecida Nicole e isto deixou o Conde impressionado, os mesmos olhos azuis, a mesma pele clara, o olhar tímido e assustado.

Amélie e a mãe contaram ao conde que algumas vezes ela sentia uma presença estranha e parecia que algo tomava conta de seu corpo pois, ela falava coisas sem nexo e depois desmaiava. Quanto mais falavam sobre os desconhecidos fatos, mais intrigado Jean-Paul ficava, querendo descobrir o que se passava naquela casa. Impulsionado por estes fatos, ele decide tornar-se o novo instrutor da menina, lhe ministrando algumas aulas ao mesmo tempo em que podiam juntos buscar descobrir o que acontecia com ela.


Com o intuito de auxiliar Amélie e também por curiosidade, Jean-Paul compra um livro recém lançado por um renomado professor chamado Rivail, mas que assinava sua obra como Allan Kardec, o livro este foi intitulado como O Livro dos Espíritos. Á medida em que eles passavam o tempo juntos, mais Amélie ia desenvolvendo sua mediunidade

".... Ela tomou o lápis, fechou os olhos, o que pareceu ao conde que ela queria se concentrar, e não demorou muito até que ela começasse a escrever." Pág 32

Não demorou muito para que a família de Nicole percebe que Jean-Paul poderia ser um bom marido para a filha e foram bem diretos ao dizer isto a eles, mas o conde precisava de um tempo maior para assimilar a morte da querida esposa e poder enfim abrir seu coração a um novo amor. Amélie já estava completamente apaixonada pelo conde/doutor e disposta a esperar o tempo dele.

Mas nem tudo seria fácil, mesmo com a indecisão do conde pois, anterior a isto ela havia sido prometida a um primo (Julien) que ao saber da 'doença' da prima, tratou logo de desfazer o compromisso vindo depois a mudar de ideia e querer reatar o noivado. Acontece que neste meio tempo Julien engravida uma prostituta - Charlotte - e depois de saber do filho que ela espera, ele logo trata de dar um sumiço na moça com a ajuda de um amigo. Julien era um leviano que adorava noitadas com amigos e muita bebida, não queria saber de assumir os negócios da família e vivia de gastar o dinheiro que herdou dos pais.



Enfim, acho que consegui traçar um bom panorama do que se passa neste livro sem soltar spoilers pois, isto tudo acontece nas primeiras 50 páginas e tem muuuita coisa para se desenrolar depois disto. O livro é muito bem desenvolvido e possui elementos que fazem dele uma obra linda do início ao fim. Um fator que me agradou bastante foi a autora ter inserido Allan Kardec na trama, foi uma passagem bem rápida, mas ele apareceu. Foi muito legal o estudo desta nova doutrina que se iniciava e já ganhava adeptos: o Espiritismo. O livro é sensível e fluido, a leitura é agradável e a narrativa muito bonita. Fiquei extremamente feliz pela oportunidade de poder ler O Fantasma da Condessa de Vallon que além de ter esta capa MARAVILHOSA, possui uma história muito rica e especial. Adorei!



 http://www.editoraeme.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge