Balaio de Livros

Conteúdo Recomendado

Balaio de Livros


(Resenha) Alice no País das Armadilhas - Mainak Dhar - Editora Única:

Posted: 29 Aug 2016 08:00 AM PDT


Sinopse:

O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.

Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.

As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas .

Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.


Opinião:

"Alice no País das Maravilhas" é um dos meus clássicos favoritos da vida, já li três vezes e não me canso da história, sendo assim, é claro que fiquei curiosa quando chegou aqui em casa de surpresa o exemplar de "Alice no País das Armadilhas" com a promessa de uma releitura original e divertida da tão famosa obra de Lewis Carol. Quem diria que até mesmo os Zumbis iriam se juntar à doce Alice?


Na verdade, pode esquecer aqueles lindos jardins, a figura meiga da protagonista e toda aquela maluquice (no bom sentido) existente no clássico original, aqui a coisa é bem mais tensa. Para começar, o planeta não é mais o mesmo, um ataque nuclear transformou boa parte dos habitantes da Terra em Mordedores, zumbis que se alimentam de sangue e que assim como ocorre com os vampiros, transformam outra pessoa em zumbi ao mordê-la. 

Temos então uma realidade distópica, um mundo devastado onde só sobrevivem aqueles que sabem se defender. Alice já nasceu neste contexto e desde muito nova aprendeu como se defender, a menina vive na Índia, em Nova Deli e é uma das melhores 'soldadas' do grupo de comandado por seu pai. A garota é habilidosa na arte de lutar, atirar e matar, ou seja, inocência nula. 


Mas, para que possamos fazer a conexão com o País das Maravilhas, eis que Alice em certo dia quando estava de guarda junto à irmã, vê um Mordedor com orelhas de coelho, e muito curiosa, resolve segui-lo pois ele parecia estar procurando alguma coisa, quando Alice se aproxima o Mordedor parece ser misteriosamente sugado pelo chão, muito espantada ela vai até o local onde ele estava à instantes atrás e de pronto sente o chão ceder e começar a cair.

A partir deste ponto, Alice começará a se questionar sobre tudo o que lhe foi passado até então, tudo o que os humanos queriam que ela acreditasse sobre a natureza dos Mordedores. É uma nova realidade que se apresenta, a líder dos zumbis acredita que a menina foi a escolhida para consumar uma antiga profecia baseada em um velho livro intitulado como Alice no País das Maravilhas.



Como vocês bem podem notar, este é um livro que exala adrenalina, é ainda mais doido que o original, hehe, mas não pensem que isto é uma coisa ruim, nada disto, como eu não iria adorar um livro que me prende e me tira o sono? Claro que adorei. A obra é repleta de reviravoltas, então quando você pensa que já entendeu tudo, vem o autor e te mostra que ainda faltam peças no quebra-cabeça, achei genial, o auto soube conduzir bem a trama, deixando o leitor curioso. O final do livro te deixa ansioso pela continuação que por sinal já foi lançada e é intitulada como "Alice e as Armadilhas do Outro Lado do Espelho".

 http://www.editoragente.com.br/?linha=43


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge