Balaio de Livros

Conteúdo Recomendado

Balaio de Livros


(Resenha) Leila, a filha de Charles - Denise Corrêa de Macedo - Editora EME:

Posted: 27 Aug 2016 11:35 AM PDT



Sinopse:

Na literatura espírita nacional já tomamos conhecimento de algumas experiências reencarnatórias desse grande espírito que foi na Terra, em sua última roupagem física, a médium e incansável trabalhadora espírita Yvonne do Amaral Pereira. Vamos agora conhecer, através da narração de Arnold de Numiers, mais uma experiência de Yvonne. Uma história arrebatadora e emocionante que revela todo drama vivenciado por aqueles que se entregam ao suicídio, seja consciente ou inconsciente, fugindo da vida e das responsabilidades assumidas, julgando assim se livrar de suas dores e sofrimentos. A par de todo esse emaranhado que reúne sempre os espíritos comprometidos entre si, nos sensibilizamos ao constatar o imenso auxílio recebido do Alto através dos espíritos benfeitores que não se cansam de apoiar, confortar e orientar todos aqueles que atravessam dificuldades e provações. É um convite amoroso para que aprendamos a abrir nossos corações e apurar nossa sensibilidade e, assim, conseguir perceber e nos guiar por esse auxílio.


Opinião:

Vamos começar esta resenha apresentando o narrador Arnold de Numiers, antigo conhecido já desencarnado de Leila e que vem lhe acompanhando em suas últimas encarnações, Arnold é o nosso autor espiritual e ele conta com a ajuda de alguns amigos do plano espiritual e igualmente interessados no desempenho de Leila: Olivier e Louise de Guzman e também Marie de Numiers. A obra relata uma desconhecida reencarnação de Yvonne do Amaral Pereira, respeitada médium brasileira e autora de diversos romances psicografados.



O livro é ambientado em 1864 e intercalado entre Espanha e Portugal. Leila é filha do conde de Guzman, alma bondosa e desinteressada de fortuna, mantinha um hospital para desvalidos gratuitamente onde edificara uma "Associação Beneficente de Recuperação da Juventude", neste programa ele pretendia incluir sua filha assim que ela crescesse e pudesse acompanhá-lo em seus sonhos e objetivos. O conde de Guzman era filósofo e médico, pianista e dono de sensibilidade mediúnica aguçada, além disto, tinha consciência das vidas passadas de Leila e também de seus erros que deveriam ser evitados nesta vida.

Avançamos um pouco na leitura e encontramos Leila com 12 anos, uma linda mocinha. Enquanto seu pai ainda pretende que a menina compartilhe de seu trabalho, a mãe se opunha claramente, preservando a filha em seu modo de pensar do contato com a pobreza, a do e doenças. A condessa de Guzman sempre alegava que o pai esperasse pelo tempo certo quando a maturidade finalmente chegasse e Leila pudesse fazer suas escolhas. Talvez por esse motivo a jovem e talentosa pianista crescia um tanto mimada, sendo protegida em excesso pela mãe e única herdeira da família que possuía muitas posses.



Arnold de Numiers em várias passagens da história, relembra fatos passados de Leila em suas outras reencarnações e admite que pela inspiração, imprimiu junto ao pensamento de Leila ideias de suicídio pelo motivo dela ter levado seu filho ao mesmo destino. Arnold era um obsessor e vingou-se como pensava ser o correto, hoje envergonha-se muito disto e busca inspirar-lhe boas ações e pensamentos edificantes. Hoje considera-se um amigo e observador.

O filho de Arnold que em outra vida cometeu suicídio em nome do amor que sentia por Leila, hoje é Roberto, jovem médico que novamente se apaixona pela moça e depois de um breve tempo de noivado, casa-se com ela. Roberto encontra-se com 25 anos e Leila com 15, a diferença de idade é expressiva e Leila era ainda nova para o compromisso assumido.



O pai de Leila nunca deixou de esperar que a filha se descobrisse piedosa e acabasse por fim aceitando lhe ajudar no hospital, o casamento com o Roberto poderia vir a calhar já que o rapaz pensava igual a ele e era filho de um grande amigo. Porém, Leila não se julgava à altura do pai, nem em termos de fé, nem em termos de filantropia, estes eram conceitos muito além de sua compreensão, tanto por conta de sua pouca idade quanto pelo espírito arredio e orgulhoso. Leila poderia ser classificada como voluntariosa e independente, algo muito inapropriado para a época.

Antes do casamento, o que mais lhe dava prazer eram os aplausos por suas apresentações magníficas ao piano, seu talento era notório. Em suas apresentações, chamou a atenção de um jovem fidalgo, Marcus de Villier's que na primeira oportunidade que teve a abordou com a proposta de casamento e também de trabalho, uma vez que Marcus conhecia pessoas influentes no meio musical. Leila o rejeitou, mas em seu íntimo guardou cada palavra dita pelo rapaz. Foram estas palavras, o talento reprimido e o tédio pela vida de casada e de jovem mãe (ela e Roberto tiveram uma filha - Lelita) que a fizeram tomar uma irremediável decisão alguns anos depois...


Ufa, pronto, confesso que achei que nunca conseguiria falar sobre este livro, no decorrer da leitura fiz diversas anotações de pontos que poderiam ser importantes na hora de escrever a resenha, mas mesmo assim não me sentia segura para falar sobre a impressionante obra que tive o prazer de ler. Nossa protagonista tinha tudo o que precisava para ser feliz, dinheiro, pais amorosos, marido dedicado, filha amada e um talento inegável, mas possivelmente tenha sido exatamente este talento que tenha elevado seu orgulho e a tenha feito agir de forma tão vergonhosa, sem falar é claro que quando somos obsidiados por espíritos mal-intencionados e não possuímos o discernimento adequado para distinguir cada situação, nossos passos podem ser desastrosos. 



Tenho a consciência de ter lido uma das mais belas obras espíritas já escritas, nunca tinha me deparado com um livro tão forte, tão carregado de sentimento e de lições, me é mesmo muito difícil colocar no papel tudo o que senti durante a leitura de Leila e agradeço muito por esta experiência que com certeza será lida e relida várias vezes daqui por diante. Livro incrível, recomendo!

Para adquirir a obra:  http://www.editoraeme.com.br/lancamentos/leila

Facebook da Editora:  https://www.facebook.com/editoraeme


http://www.editoraeme.com.br/



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge