Atmosfera dos livros

Conteúdo Recomendado

Atmosfera dos livros


Opinião l "A Queda de Um Anjo" do escritor Afonso Cruz

Posted: 04 Jul 2016 06:04 PM PDT

A Queda de um Anjo
Afonso Cruz
Contos Diário de Notícias
N.º páginas:12 páginas
Sinopse:
"Uma octogenária descontente com o Paraíso, pois não tem junto a si a pessoa que mais ama, decide viajar para o Inferno. Para ela, o Paraíso pode ser infernal e, ao contrário, o Inferno poderá ser uma fonte de felicidade."retirado do site Goodreads
Minha opinião:
Definitivamente estou apaixonada pela escrita de Afonso Cruz. Um conto simples mas que transmite uma enorme mensagem, sobre o que somos capazes de fazer por amor. Mesmo que o objeto desse amor não seja o melhor.
Uma senhora de idade morre e vai parar ao Paraíso mas lá não encontra o seu falecido marido, pois ela pensa que ele se encontra no Inferno, não era propriamente um homem bom. Contudo, a sua esposa faz tudo para sair do Paraíso para ir para o Inferno onde sabe que irá encontrar o seu marido.
Ao longo deste percurso da passagem do Paraíso para o Inferno, a octogenária vai contando pequenos acontecimentos da sua vida, desta forma vamos conhecendo melhor a sua vivência pessoal e obviamente conjugal. 
Um pequeno conto que me fez refletir sobre o puder do amor, mesmo quando este não é um mar de rosas.

Excerto:
"Os desenhos recortam-se com tesouras. A alma recorta-se com palavras." pág.10

Recomendo vivamente a leitura de Afonso Cruz.
Classificação de 5***** no Goodreads.

Excelentes leituras!

Opinião l "O Livro do Ano" do escritor Afonso Cruz

Posted: 04 Jul 2016 02:01 PM PDT

O Livro do ano
Afonso Cruz
Ilustrações de Afonso Cruz
Editora: Alfaguara Portugal
3.º edição: Junho de 2015
Sinopse:
"Estas são do diário de uma menina que carrega um jardim na cabeça, atira palavras aos pombos e sabe quanto tempo demora uma sombra a ficar madura.
Páginas feitas de memórias, para leitores de todas as idades"retirado da contracapa
Minha opinião:
Não sei por onde começar, talvez nem deva dizer nada a não ser leiam esta pequena e saborosa obra de arte.
Este livro é fantástico, um livro de frases que estão interligadas entre si e com as ilustrações fantásticas deste excelente escritor.
Definitivamente, Afonso Cruz é o meu escritor português favorito. O modo como ele conseguiu a partir de um simples diário de frases de uma menina chegar ao meu coração, fazer refletir, rir, sorrir e sentir as lágrimas nos olhos, só um escritor com um talento enorme e uma sensibilidade genuína consegue escrever como ele escreve.

Excertos:
"14 de Julho
Às vezes, trago um deserto para casa.
É quando me sinto sozinha." pág.60

"24 de Novembro
Há coisas que não se podem guardar em frascos, como os beijos e os dentes que ainda não caíram e os pensamentos e a luz das velas." pág.97

"1 de Dezembro
O meu pai ata palavras umas às outras,
numa corda muito comprida.

É capaz de atravessar o espaço entre prédios
muito altos, equilibrado em cordas de palavras.

E pode saltar.

E evadir-se da prisão.

Ele chama livros às suas cordas" pág.100 (Adorei este dia porque será;) )

"13 de Dezembro
Para aquecer o corpo, o melhor
é uma lareira. Mas, para aquecer 
a parte de dentro do corpo,
o melhor é ler." pág.107 (Esta frase é de uma ternura deslumbrante, amei.)

"31 de Janeiro
Custa-me mexer-me, diz o meu avó. Eu insisto
que venha passear comigo, mas ele fica parado.
Diz-me: as pessoas novas são como as imagens 
dos espelhos, os velhos são como as imagens 
das fotografias." pág.134

"2 de Fevereiro
O meu avó passa muito tempo no parque. Diz
que o problema de envelhecer não é esquecermo-nos
das coisas, é que tudo se esquece de nós." pág.134 (Esta foi a frase que me trouxe as lágrimas aos olhos e me fez pensar e refletir de como por vezes somos cruéis, indelicados e até irresponsáveis com as pessoas idosas.)

Adorei este livro e recomendo vivamente a todos os que amam a leitura.
Classificação de 5***** no Goodreads.
Excelentes leituras;)

Opinião l "Um Copo de " do escritor Raduan Nassar

Posted: 03 Jul 2016 11:31 AM PDT

Um copo de cólera
Raduan Nassar 
Prémio Camões 2016
Editor:Companhia das Letras
ISBN: 9789896651008
N.º de Páginas: 116
Preço:12,15 euros
Sinopse:
"Este romance - tão erótico quanto feroz - explora a fronteira entre o desejo de dominar e a vontade de ser dominado, entre a paixão e a submissão, expondo as complexas entranhas do amor. De tal forma tenso e vibrante, Copo de cólera rapidamente se transformou numa obra de culto da língua portuguesa."

O escritor _ Raduan Nassar_
"Nasceu em 1935 em Pindorama, onde passou a infância. Adolescente, foi com a família para a cidade de São Paulo, tendo estudado direito e filosofia na USP. 
Exerceu diversas atividades e estreou-se na literatura em 1975, com Lavoura Arcaica. Tem livros traduzidos em Espanha, França e Alemanha e é considerado um dos maiores estilistas da língua portuguesa. Venceu em 2016 o Prémio Camões."

Minha opinião:

Muito honestamente foi uma enorme desilusão a leitura deste livro.
Talvez fosse com as expectativas muito elevadas pelo facto de ser do escritor que recebeu o prémio Camões 2016, sei que só li este e não posso avaliar a sua obra na totalidade.
Achei o livro desconexo, com pensamentos absurdos e que não seguia uma linha condutora. Um outro aspecto que talvez me tenha influenciado pela negativa, por que já faz parte do meu gosto pessoal, foi o facto de o livro estar em português do brasil.
Em suma foi uma leitura que não me conseguiu agarrar, mas que fiz questão de ler até ao final para ver se tinha algo que me pudesse realmente surpreender.
Boas leituras.
Classificação de 1* no Goodreads
Excelentes leituras.

Opinião l "Requiem" do escritor Antonio Tabucchi

Posted: 27 Jun 2016 01:49 AM PDT

Requiem - Uma Alucinação
escritor Antonio Tabucchi 
N.º páginas:128 páginas
5.º Edição
Quetzal Editores 
Lisboa/1997
ISBN: 978-972-203-290-2

Tenho que dizer o meu muito obrigada a uma grande amiga, uma irmã de coração que me ofereceu parte da sua biblioteca pessoal. 
Sabes que és muito especial para mim e que estarei sempre presente. Só para conhecer uma pessoa como tu já valeu ter ficado a lecionar na Parede-Cascais.
Obrigada mana.

Sinopse:
«Num domingo de Verão, um homem está a ler O livro do Desassossego debaixo de uma amoreira numa quinta de Azeitão e, de repente - por um sortilégio, por uma alucinação - encontra-se em Lisboa. Está um dia tórrido, a cidade está quase deserta. O homem começa a percorrer a cidade à procura de pessoas e coisas que desapareceram da sua vida (um amigo, uma mulher, o pai, um poeta, uma casa, uma pintura), dos quais quer despedir-se pela última vez.
Este livro, que fala da morte quase com alegria, é um bizarro requiem e simultaneamente uma errância, um sonho, uma extravagância, uma espécie de Alice no País das Maravilhas no qual o Wonderland é Lisboa. Mas é também uma homenagem a Portugal, um extraordinário percurso lisboeta, um ato de afecto de um célebre escritor estrangeiro que quis escrever este livro em português»retirado do site wook

O escritor Antonio Tabucchi:

"Escritor italiano nascido em 1943, em Pisa. Tendo sido professor de Língua e Literatura Portuguesa na Universidade de Génova, foi director do Istituto Italiano di Cultura em Lisboa. Dedicado ao estudo da figura de Fernando Pessoa, produziu ensaios sobre este autor e traduziu obras suas. Paralelamente à sua actividade de pesquisa e crítica literária, tem criado uma notável obra como ficcionista, de onde se destacam Donna di Porto Pim (A Mulher de Porto Pim, 1983), Notturno Indiano (Nocturno Indiano, 1984), Piccoli Equivoci Senza Importanza (Pequenos Equívocos sem Importância, 1985) e Sostiene Pereira (Afirma Pereira, 1994). Esta última deu origem ao filme com o mesmo nome, realizado por Roberto Faenza e filmado em Portugal. Faleceu em Lisboa, a 25 de março de 2012. Em 2001, um artigo que escreveu para o jornal fancês Le Monde e que foi traduzido pelo jornal espanhol El País (acerca da liberdade de expressão), fez com que António Tabucchi fosse galardoado com o Prémio de Liberdade de Expressão Josep Maria Llado, na Catalunha, em Espanha."retirado do site wook

Minha opinião:

Começo por confessar que desconhecia este escritor, não conhecia nenhum livro da sua obra, antes de me ter sido oferecido o livro.
Quando o decidi ler fiz uma breve pesquisa sobre os títulos por ele publicados e houve um que me saltou logo à vista que foi "Afirma Pereira", que foi adaptado ao cinema e eu fui ver, sem contudo saber que era baseado no livro de Tabucchi.

Requiem: uma alucinação foi, contudo, o único livro que Tabucchi escreveu em português. A obra é uma homenagem a Portugal e ao escritor Fernando Pessoa e ao seu ao Livro do Desassossego.

Ao longo da leitura deste livro deparei-me com uma ampla descrição da gastronomia portuguesa, inclusive com receitas tradicionais como o sarrabulho, para além de alguns dos lugares mais afamados de Lisboa.

A narrativa desenrola-se num curto período de tempo, ao longo de um dia, de 12 horas, começa com um italiano que falava vários idiomas,  que marca um encontro com um grande poeta (sabemos que é Fernando Pessoa) chamado o "Convidado", tal encontro só vai acontecer no final do livro. 
O cenário é a Lisboa em pleno verão escaldante. Durante a narrativa, o italiano vai encontrando diversos personagens como se pairasse num sonho, numa alucinação, vai reencontrando pessoas já falecidas e acertando contas do passado. Encontra com o Rapaz Drogado, Tadeus, um velho amigo falecido, o Chauffeur de Táxi, Casimiro e a esposa, donos de um restaurante, o seu Pai Jovem (que conta a história real aparece para saber como morreu ), o Maître da Casa do Alentejo, o Pintor Copiador, o Revisor do Comboio, entre outros. Todos envoltos numa atmosfera quase que fantasmagórica, misturando sonho com realidade.

O diálogo com o seu amigo de longa data Tadeus, já falecido, assim como o almoço de sarrabulho que eles partilham, foi uma das partes do livro que eu achei mais intimista. Também gostei muito do jantar com o poeta Fernando Pessoa, O Convidado, o modo como o italiano analisa a personagem e todo o seu egocentrismo é fantástica.

Gostei muito desta nova descoberta literária.
Recomendo vivamente a leitura deste livro, a riqueza de todas as personagens é uma das características que mais admirei na escrita de Tabucchi.

Classificação de 4**** no Goodreads.

Excelentes leituras;)

Opinião l "A doçura da Chuva" do escritor Deborah Smith

Posted: 26 Jun 2016 08:20 AM PDT

A doçura da chuva

de Deborah Smith

Edição ou reimpressão: 2016

ISBN: 978-972-0-77525-2

Editora: Porto Editora
N.º de páginas:478 páginas

Sinopse:

"Kara Whittenbrook tinha uma vida privilegiada. Filha de dois ambientalistas famosos, cresceu entre a selva amazónica e os melhores colégios da elite americana.
Com a morte dos pais num acidente de aviação, torna-se herdeira, não só de uma enorme fortuna, mas também de um segredo que abalará por completo o seu mundo - o facto de ter sido adotada.
Decidida a encontrar os seus pais biológicos, Kara parte para o Nordeste da Florida, onde conhecerá Ben Thocco, um rancheiro que vive rodeado de gente singular.
Em pouco tempo, ela fará parte de um universo diferente, que lhe abrirá as portas de um amor inesperado e de amizades genuínas, e a ajudará a tomar as mais difíceis decisões…

Em A Doçura da Chuva, Deborah Smith dá-nos a conhecer uma galeria de personagens cativantes, que nos envolvem e nos levam a reconhecer nos pequenos gestos do quotidiano as fontes da alegria e da felicidade."retirado do site wook
A escritora_Deborah Smith_
"Deborah Smith é uma das autoras americanas mais lidas em todo o mundo: a sua obra já vendeu mais de três milhões de exemplares. Nomeada para diversos prémios importantes, como o RITA Award da Romance Writers of America e o Best Contemporary Fiction da Romance Reviews Today, foi distinguida com o Prémio de Carreira atribuído pela Romantic Times Magazine. No catálogo da Porto Editora figuram os seus romances A Doçura da Chuva ,Segredos do Passado e Milagre , que obtiveram assinalável êxito junto dos leitores portugueses."retirado do site wook

Minha opinião:

Este foi o primeiro livro que li de Deborah Smith. Depois de ter lido opiniões tão boas estava muito curiosa sobre o que me reservava esta leitura.

Gostei muito da história, adorei as personagens do rancho, achei que a escritora foi realmente brilhante na escolha destas personagens.
Claro que esta é uma história que me tocou no fundo do meu coração e posso dizer que cada uma das personagens, não somente as principais, vão ficar para sempre bem guardadas e não me vou esquecer nunca delas.
A história é linda tem um enredo maravilhoso, a forma como nos é contada foi o que mais me encantou. Acho que virei fã desta escritora.
Aconselho vivamente a sua leitura, é acima de tudo uma leitura suave e encantadora, ideal para uma noite de verão.
Classificação de 4**** no Goodreads.

Excelentes leituras.

Minha opinião sobre o livro "A Viúva" da escritora Fiona Barton

Posted: 13 Jun 2016 12:17 PM PDT

A Viúva
Fiona Barton
2.º edição: Maio de 2016
Editorial Presença
ISBN: 978 989 657 756 8
N.º páginas: 360
Sinopse:
"A Mulher 
A existência de Jean Taylor era de uma banalidade abençoada. Uma boa casa, um bom marido. Glen era tudo o que sempre desejara na vida: o seu Príncipe Encantado. Até que tudo mudou.
O Marido
Os jornais inventaram um novo nome para Glen: monstro, era o que gritavam e lhe chamavam. Jean estava casada com um homem acusado de algo impossível de imaginar. E à medida que os anos foram passando sem qualquer sinal da menina que alegadamente raptara, a vida de ambos foi sendo escrutinada nas primeiras páginas dos jornais. 
A Viúva
Agora, Glen está morto e pela primeira vez Jean está só, livre para contar a sua versão da história. Jean Taylor prepara-se para nos contar o que sabe."retirado da contracapa
A escritora_Fiona Barton_
Fiona Barton tem aprendido e trabalhado com jornalistas de todo o mundo. Foi jornalista principal do Daily Mail, editora de noticiário no Daily Telegraph e jornalista principal no Mail on Sunday, onde foi considerada a Jornalista do Ano pela British Press Awards. A Viúva é o seu primeiro livro. Natural de Cambridge, vive no Sudoeste de França.

Minha opinião:

Quando comecei a ler este livro estava a contar com muito mais. Foi comparado com "A Rapariga do Comboio" que eu adorei e dei 5***** e com um outro livro ao qual eu dei também 5***** que foi "Em Parte Incerta".

Claro que se trata de um Thriller de certa forma conseguiu agarrar-me profundamente e fazer entrar no mundo da viúva, Jean, do falecido, Glen, aterrador diga-se de passagem. Adorei o papel da jornalista, Kate, está fabulosamente bem estruturado. Isto talvez se deva ao facto da escritora ser jornalista, tenho quase a certeza.
Mas o livro parte logo do início em que já sabemos como vai ser o final e é só por isso que não atribuo as 5*****.
Mas gostei muito do livro, simplesmente, acho que não devem estabelecer comparações. Na volta se partisse para a leitura sem as comparações com aqueles que para mim foram grandes trhillers eu até teria ficado verdadeiramente rendida à leitura.
Contudo, recomendo o livro está muito bem escrito e o tema central é excelente.

Classificação de 4**** no Goodreads.
Excelentes leituras;)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge