Giro UOL: violência juvenil, presidente do Senado na mira e Chile bicampeão

Conteúdo Recomendado

Giro UOL
Moderninha
 
Veja a seleção de notícias que o UOL fez para você nesta manhã - 27/06
Violência juvenil
Alex Raths/iStock
Um levantamento inédito feito pelo Ministério Público de São Paulo aponta que dois em cada três jovens infratores vêm de famílias que não têm o pai dentro de casa.

O estudo foi feito com 1.500 jovens entre 12 e 18 anos que cometeram delitos na cidade de São Paulo entre 2014 e 2015. Desse universo, 42% dos jovens também não tinham nenhum contato com o pai. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Mais um caso
Um menino de 12 anos morreu na noite de sábado (25) depois de ser baleado por um guarda-civil na zona leste de São Paulo. Waldik Gabriel Silva Chagas estava no banco de trás de um carro que participou de uma perseguição com a GCM.

Os guardas afirmam que estavam fazendo uma ronda na região de Cidade Tiradentes quando alguns motoqueiros se aproximaram e disseram que haviam sido assaltados por dois homens em um Chevette prata. De acordo com a polícia, os guardas localizaram o carro e houve troca de tiros. Os dois homens abandonaram o veículo, com o adolescente ferido, e fugiram a pé. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no   Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Presidente do Senado na mira
Alan Marques - 8.jun.2016/Folhapress
A Procuradoria-Geral da República investiga se o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) recebeu propina no exterior por meio do lobista Jorge Luz em um negócio da Petrobras na Argentina.

Esta é a primeira frente de investigação que relaciona Renan a um possível recebimento de dinheiro fora do país. Antes, os relatos eram de que o peemedebista foi beneficiado por desvios da Petrobras por meio de doações legais ou dinheiro em espécie. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Vai confessar?
Letícia Moreira - 18 ago.   2010/Folhapress
O marqueteiro João Santana deve admitir que recebeu dinheiro para a campanha da presidente afastada Dilma Rousseff por meio de caixa dois.

Preso, ele ainda resiste a fazer delação premiada, mas amigos do publicitário acreditam que vai ser difícil Santana contestar os indícios encontrados pela operação Lava Jato que mostram pagamentos feitos a ele para a campanha de 2014. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Agora é oficial
Avener Prado/Folhapress
A Prefeitura de São Paulo oficializou o fechamento da avenida Paulista aos domingos e feriados para carros, das 10h às 18h.

O anúncio foi publicado na edição de sábado do Diário Oficial da cidade, via decreto. No documento, Haddad criou o programa "Ruas Abertas", que, além da avenida Paulista, vai transformar outras ruas de São Paulo em um espaço livre de lazer e cultura para pedestres e ciclistas — sempre aos domingos. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Fim da polêmica
André Silva / Brasilera
O cantor Wesley Safadão resolveu encerrar a polêmica sobre o cachê recebido por ele para um show em São João de Caruaru, em Pernambuco. O músico revelou que vai doar os R$ 575 mil para instituições de caridade da cidade.

A apresentação do cantor em Caruaru chegou a ser suspensa pela Justiça pernambucana depois que um grupo de advogados denunciou uma diferença de 294% no valor cobrado por Safadão em relação ao show em Campina Grande, na Paraíba, no dia 1º de julho, para o qual o cantor pede R$ 195 mil de cachê. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
Chile bicampeão
AP Photo/Julie Jacobson
O Chile venceu a Argentina nos pênaltis e conquistou o bicampeonato da Copa América. Depois do empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, a seleção de Vidal e Sanchez se saiu melhor nas penalidades, acertando quatro cobranças, contra duas da Argentina.

Os títulos nas duas últimas edições são os dois únicos do Chile na história da Copa América. Já a Argentina venceu a competição pela última vez em 1993, e desde então não foi campeã de nenhum campeonato. Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no   Twitter | Compartilhar no   Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
"Acabou pra mim"
Adam Hunger/USA Today Sports/Reuters
E depois de perder o título para o Chile, o atacante Lionel Messi disse que não deve mais jogar pela Argentina. O craque afirmou que a seleção acabou para ele, e que sentiu uma "tristeza grande" depois do jogo.

Na decisão por pênaltis, Messi errou a primeira cobrança. Mesmo assim, o atacante do Barcelona se tornou durante a Copa América o maior artilheiro da história da seleção argentina, com 55 gols.
 
Leia mais
Compartilhar no Facebook | Compartilhar no Twitter | Compartilhar no Linkedin | Compartilhar no Pinterest | Compartilhar por E-mail
 
 
PATROCINADO POR:
Moderninha
 
Baixe o aplicativo UOL:   Apple Store Google Play
UOL Facebook Twitter Pinterest Instagram Snapchat: @uoloficial
Se deseja cancelar o recebimento da newsletter do Giro UOL, clique aqui.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge