Fome de Livros

Conteúdo Recomendado

Fome de Livros


Resenha - Rainha das Sombras

Posted: 05 Jun 2016 06:12 PM PDT

Resenha feita pela Luh!  
Título: Rainha das Sombras
Título Original: Queen of Shadows
Série: Trono de Vidro
1- Trono de Vidro (2013)
2- Coroa da Meia-Noite (2014)
3- A Herdeira do Fogo (2015)
4- Rainha das Sombras (2016)
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 644
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Amazon

Definitivamente melhor que o anterior.
Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores, exceto na sinopse.

Sinopse: Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado.
A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte... um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia.
Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada. 

A Trama: É difícil falar sobre a trama sem dar spoilers do que aconteceu até agora, mas nesse livro muita coisa mudou completamente. Em Herdeira do Fogo a autora já vinha trazendo um ar mais sombrio e adulto à trama, e o quarto livro da série enfatizou isso ainda mais, com mais violência e manipulação do que os anteriores.
Continuo amando a série e a Sarah J. Maas é mestre em surpreender o leitor mesmo quando ele acha que já sabe o que vai acontecer, com uma daquelas tramas em que você ignora um acontecimento, como se fosse algo de pouca importância, apenas para descobrir lá no final que tudo se encaixa. Além disso, apesar de a série já está no seu quarto livro, a trama realmente não fica cansativa, em cada livro o cenário e alguns dos personagens mudam, renovando a história.

A Protagonista: Celaena é uma inconstante. Às vezes sinto que a personagem realmente amadureceu, mantendo a personalidade arrogante e inteligente de que tanto gosto, porém em alguns trechos ela ainda relembra aquela garota mimada do primeiro livro. Ainda assim, não há nada mais divertido do que as cenas em que ela luta contra alguém (não importa se suas armas são espadas, os punhos ou meramente palavras).

Os Personagens Secundários: Como sempre, os personagens são onde Sarah realmente brilha. Ela conseguiu me fazer gostar de alguns personagens que não me agradavam antes, mas também me dez passar a ter raiva de muitos que eram meus favoritos no início. Acabei tentando não amar ou odiar nenhum, por saber que a autora adora brincar com os personagens principais, mas não consigo evitar de ter meus favoritos (e espero muito que nenhum deles morra).

Capa, Diagramação e Escrita: Essa capa é a minha favorita depois da primeira, realmente gostei do desenho. A escrita da Sarah só melhora e ela é uma das minhas autora favoritas hoje em dia, os diálogos e as descrições em seus livros se complementam e fazem os personagens parecerem pessoas reais. 

Concluindo: Gostei mais do que do terceiro livro e é claro que essa continua sendo uma das minhas séries favoritas, terei que aguardar ansiosa o próximo livro e torcer para que ele seja ainda maior do que esse, porque nunca me canso da trama.


Classificação:

Resenha - O Livro de Cam

Posted: 05 Jun 2016 06:03 PM PDT

Resenha feita pela Tay!
Título: O Livro de Cam

Título Original: Unforgiven
Série: Fallen
1- Fallen (2010)
2- Tormenta (2011)
3- Paixão (2011)
3.5- Apaixonados (2012)
4- Êxtase (2012)
4.5- Anjos na Escuridão (2014)
5- O Livro de Cam
Editora: Galera Record
Páginas: 308
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Essa resenha não possui spoilers dos outros livros da série.

Sinopse
Cam sabe o que é tormento. Ele viveu mais no Inferno que qualquer anjo jamais deveria. Seu mais recente martírio se chama ensino médio. E o belo anjo está ciente da ironia nisso tudo. Mas após a escolha de Luce e Daniel, Cam não pode deixar de sentir que chegou a hora de também se render a única coisa que o leva mais alto que as próprias asas: o amor.
Assim, Cam sela um pacto com o diabo... Para tentar libertar das garras de Lúcifer a única alma que já amou: a mortal Lilith. A garota habita um purgatório particular em sua existência nos círculos do Inferno. Cada um escolhido e arquitetado com esmero pelo demônio. Tudo por causa de Cam… e seus pecados. No mais recente, ela é a pária da Escola Preparatória Trumbull. Nenhum amigo, nenhuma esperança.
Mas, se em quinze dias Cam reconquistar Lilith, ela será libertada. E ambos poderão viver o amor que um dia o anjo renegou. Caso ele fracasse, há um lugar de destaque o guardando além da Muralha das Trevas. O livrod e Cam é mais um emociontante capítulo na saga de Fallen, que em breve chega aos cinemas pelos estúdios Disney. Uma história envolvente repleta de mitologia, romance e suspense — em Fallen o amor nunca morre.

A Trama: Cam descobre que o seu amor de muitos anos atrás, Lilith, está presa no Inferno sob os caprichos de Lúcifer, que faz com que a "vida" da menina seja pior em cada Inferno que ele constrói para ela. Então Cam decide fazer um acordo com Lúcifer: ele tem quinze dias para fazer Lilith se apaixonar por ele novamente, tarefa nada fácil, já que ele partiu o seu coração quando se conheceram pela primeira vez, e agora, mesmo não sabendo que é Cam, Lilith tem certeza de que odeia esse garoto novo que apareceu na sua escola. Admito que eu esperava mais dessa história, já que Cam é um personagem muito querido pelos fãs de Fallen, que esperaram muito tempo para saber o que aconteceu com ele depois do final de Êxtase. O livro todo se passa num ambiente escolar, o que não deu muito certo, porque apesar de sabermos que há um aspecto sobrenatural na história, o enredo mais parecia de um filme adolescente bobinho da Disney

Os Protagonistas: Sempre gostei muito de Cam por ser misterioso, mas ele não me convenceu muito nesse livro. Eu sei que ele é apaixonado por Lilith há milênios, mas a forma como ele se aproxima dela nessa "nova vida" não me agradou tanto, como se ele quisesse de qualquer forma ficar com ela logo, ao invés de ir se aproximando aos poucos. Temos uma contagem regressiva de quinze dias, mas de qualquer forma, senti que ele tentou forçar a barra em alguns momentos e isso não me agradou tanto.
Nesse Inferno que Lúficer construiu para Lilith, ela é uma garota pobre, de quem ninguém na escola gosta. Apesar de tudo ser feito exclusivamente para o seu sofrimento, achei ela bastante chata e cabeça dura quando não precisa ser, apenas por birra. Ela é apaixonada por música e até forma uma banda durante a história para competir na Batalha de Bandas do baile de formatura. Com o avançar do livro ela fica mais agradável, mas mesmo assim não é uma personagem que eu me apeguei muito

Personagens Secundários: Os personagens secundários, em sua maioria, são recheados de clichê, principalmente Chloe, a arqui-inimiga de Lilith, colocada ali apenas para infernizar mais a sua vida. Seus gestos, suas ações, sua personalidade, tudo nela vem com um letreiro escrito CLICHÊ em rosa neon e letras garrafais. Jean e Luis são bem legais, mas nada de muito destaque em suas personalidades. Sempre acabo gostando bastante das crianças, e não foi diferente com Bruce, irmão de Lilith. Ele é um menino adorável e que dá vontade de apertar.


Capa, Diagramação e Escrita: Apesar de tentar seguir os padrões da série, não gostei muito da capa, achei o garoto um pouco estranho. E não gosto nenhum pouco do título brasileiro. Todos sabemos que esse é o livro de Cam, não precisava colocar isso como título, o original faz bem mais sentido. A diagramação é como nos outros livros da série, boa para leitura. Tem muito tempo que li a série Fallen, então não me lembro bem o que achei da escrita da Lauren, mas nesse livro ela me soou bem infantil e amadora. Não gostei muito da construção dos personagens nem do enredo da história, faltou muita coisa para ela me conquistar com esse livro. 

Concluindo: O livro não é de todo ruim, dá para passar o tempo de boa se você gostou dos outros livros da série, mas não consigo deixar de pensar que ele poderia ter sido bem melhor do que foi. 

Classificação:

Resenha - Rebelde

Posted: 04 Jun 2016 06:27 PM PDT

Resenha feita pela Luh!
Título: Rebelde
Título Original: Rebel
Série: Reboot
1-  Reboot (2015)
2- Rebel (2016)
Autor: Amy Tintera
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Saiba mais: Skoob
Comprar: Extra // Amazon

Atenção: Essa resenha não contém spoilers dos livros anteriores, exceto na sinopse.

Sinopse: Wren Connoly acreditou que seu lado humano tivesse ficado para trás no instante em que ela morreu... e voltou à vida como Reboot em surpreendentes 178 minutos. Com uma força extrema e treinada para ser o soldado perfeito, Wren precisou fugir da CRAH, Corporação de Repovoamento e Avanço Humano, para salvar Callum 22, o rapaz que lhe mostrou ser possível ter emoções, compaixão e até amor, sendo Reboot.
Após terem escapado da CRAH, Wren e Callum estão prontos para recomeçar a vida em paz, na reserva Reboot. Mas Micah, o Reboot que comanda o local, tem planos malignos em mente: dizimar os humanos da Terra. Micah vem construindo um exército Reboot há anos, e finalmente está pronto para iniciar ataques às cidades. Agora que fugiram, Wren e Callum precisam decidir se ficam ao lado de Reboots ou se abandonam tudo e vivem longe da guerra. Aos poucos, os dois percebem que só há uma alternativa: precisam se tornar rebeldes.


A Trama: Rebelde foi um livro bem similar à Reboot, porém com personagens um pouquinho mais maduros. Infelizmente, tive alguns problemas. Mais do que tudo, achei esse livro desnecessário. Reboot poderia ser um livro único com facilidade, bastava inserir um epílogo, mas a autora optou por "criar" um problema apenas para continuar a trama. Além disso, a trama inteira foi ainda mais previsível que a do primeiro, já no capítulo 2 eu sabia o que aconteceria lá pelo capítulo 20.
Agora, ignorando os problemas, foi um livro divertido. A trama foi bem mais sombria do que eu esperava, com mais violência, mas teve seus momentos fofos. Além disso, a autora conseguiu criar momentos de suspense em que me prendeu completamente.
O final foi o que eu esperava, porém ainda assim gostei, especialmente da última cena, que é daquelas que parece passar uma mensagem.
A Protagonista: Wren está completamente diferente de como era no início da série, e honestamente não consegui decidir se gostei disso ou não. Por um lado, ela não parecia mais a mesma Wren, mas por outro lado eu compreendi que ela meio que descobriu a humanidade guardada dentro de si. Gostei das decisões que a personagem tomava, geralmente tentando ajudar os outros, e de sua coragem insana.

Os Personagens Secundários: Callum, que foi um dos meus personagens favoritos no livro anterior, foi muito chato na primeira metade de Rebelde, inseguro e imaturo sempre que estava perto de Wren. Entretanto, o personagem se tornou um pouco mais independente depois e se redimiu, especialmente com sua empatia fofa.
Vários outros personagem são intrigantes ou divertidos e gostei bastante de como a autora conseguiu explorá-los, não focando apenas na protagonista.

Capa, Diagramação e Escrita: Já tinha adorado a capa do livro anterior, mas gostei ainda mais dessa. O azul ficou mais bonito. A diagramação interna é simples, porém ideal, e a escrita da Amy melhorou um pouco, porém ainda tem muito a evoluir, especialmente nas descrições.

Concluindo: Como disse antes, senti que o livro foi desnecessário, porém se você adorou o primeiro e quer mais um pouquinho de Wren, Callum e dos Reboots, vai gostar bastante.

Classificação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge