Balaio de Livros

Conteúdo Recomendado

Balaio de Livros


(RESENHA) Que Ninguém nos Ouça - Leila Ferreira e Cris Guerra - Editora Planeta:

Posted: 07 Jun 2016 04:14 PM PDT



Sinopse:

Doçura, inteligência, graça, suavidade lembra? Também imaginei que estivessem em extinção, mas descobri que seguem vivos nas páginas de "Que ninguém nos ouça". Não que seja uma literatura para mocinhas inocentes: o assunto muitas vezes é barra. Nem Leila, nem Cris saltaram de um conto de fadas. Porém, mesmo quando confidenciam a parte trash de suas trajetórias, a delicadeza continua mantendo o tom. Amargas? Nem que quisessem. Nem que tentassem. É o único talento que elas não têm. 
Duas mulheres incomuns e com experiências singulares: só pelo voyeurismo consentido, já valeria dar uma espiada nessa troca de e-mails entre as duas. Porém, basta abrir a primeira página para perdermos a ilusão de que teremos algum controle sobre a leitura. É a Leila e a Cris que seguram o leitor nas mãos: fisgado e rendido, ele ficará preso até a última linha, quando então retornará à vida acreditando novamente na espécie humana.  Martha Medeiros

Skoob:

Opinião:

O Livro "Que Ninguém nos Ouça" é um apanhado de mais de 60 mensagens em forma de email trocadas entre as jornalistas, escritoras e amigas Leila e Cris. Como disse Martha Medeiros no prefácio, uma vez iniciada a leitura, o leitor perde totalmente o controle sobra a mesma – pura verdade – a narrativa é tão doce e atrativa que a gente se sente de alma leve enquanto está com o livro em mãos, a sensação é mesmo de cumplicidade, tanto que dá a impressão de sermos uma terceira personagem na trama, uma amiga a mais, tive em muitos momentos uma imensa vontade de também participar da troca de emails.


As mensagens são bem pessoais, relatam suas experiências, ou a falta delas, suas visões a cerca dos mais variados assuntos como o amor, a escolha de ter ou não filhos, casamento, morte, vida, aparência, regras de comportamento ditadas pela sociedade e por aí vai, tudo na base da gentileza, da simplicidade. A maneira como conduziram o enredo, deu a sensação de estarem sentadas as duas uma em frente à outra saboreando um cafezinho enquanto conversam...

"O senso de humor é uma gentileza da vida que transforma qualquer fantasma arrastando corrente em Pluft, o fantasminha. Mas, esteja certa, humor não é para todos. Alguns simplesmente não o têm, principalmente os que não tiveram grandes dores e que vivem fazendo em cada copo d'água uma tempestade irritante."


Conforme vamos lendo, vamos nos identificando com muitos dos cenários apresentados por nossas 'amigas' Cris e Leila e vai surgindo aquela vontade louca de termos também uma pessoa para compartilharmos nossos pensamentos, anseios, angústias e claro, as conquistas do nosso dia a dia.


Quando mostrei nas redes sociais que havia recebido este livro para leitura e resenha, começaram a pipocar elogios a ele, muitas pessoas dizendo terem se apaixonado pela obra e que eu muito provavelmente também iria me render a ela, não deu outra, tanto elogio só me fez passá-lo na frente de uma extensa lista de livros a serem lidos e, ainda bem que fiz isto pois, foi a melhor e mais bela leitura realizada no mês de maio!!!


 "...vivo sentindo saudade da minha própria companhia – e olhe que ela tem deixado muitíssimo a desejar. Vou para esses compromissos sociais com o entusiasmo de quem sai de casa pra fazer um tratamento de canal e fico ali sonhando com a hora de voltar, colocar meu pijama, abrir um livro policial e mergulhar no silêncio."


 http://www.planetadelivros.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge