Fome de Livros

Conteúdo Recomendado

Fome de Livros


Resenha - Dama da Meia - Noite

Posted: 28 May 2016 05:17 PM PDT

Resenha feita pela Lary

Título: Dama da Meia - Noite
Título Original: Lady Midnight
Série: Os Artifícios das Trevas
1- Dama da Meia - Noite
2- Lord of Shadows (2017 US)
3- The Queen of Air and Darkness (2019 US)
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 674
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva// Submarino  

Ainda amo essa série!!

OBS: Aconselho a não ler a sinopse

Sinopse: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade? A magia e aventura das Crônicas dos Caçadores de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Nesse novo Spin - off da série Instrumentos mortais apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.

A Trama: Após cinco anos dos eventos ocorridos em A cidade do Fogo Celestial, Emma agora com dezessete anos mora no Instituto de Los Angeles com Jules e os Blackthorn; Ainda obcecada por descobrir quem matou seus pais ela procura pistas com a ajuda de sua nova família, ao mesmo tempo que tenta lidar com o recente distanciamento de seu parabatai e a mudança na relação de ambos. Quando corpos de mundanos e fadas começam a aparecer pelas ruas de L.A. com as mesmas marcas encontrados nos pais de Emma, ela começa a investigar apesar da Clave proibir expressamente o envolvimento de Caçadores de Sombras com assuntos relacionados ao povo das fadas. Depois de ler o último volume de Instrumentos Mortais, fiquei um pouco saturada do universo e drama Nephelim, mas já faz tantos anos (me senti velha) que li a série original... Fiquei empolgada com o lançamento que se passa depois dos acontecimentos principais - para quem não sabe, há uma série spin - off precedente a Instrumentos Mortais, uma trilogia chamada A peças Infernais que ainda não li).
Os Protagonistas: Enquanto lia A Cidade do Fogo Celestial notei que estavam dando muita atenção aos Blackthorn e Castairs, e sinceramente achei irritante,  pensei "Ela vai inventar uma história meia boca, com muito drama e mais do mesmo"; Não li a sinopse antes de começar o livro e consegui me surpreender com a volta dos personagens, não os julguei e depois de alguns capítulos me inseri novamente naquele universo tão familiar e tomei as dores e sonhos dos personagens. Sei que nem de longe eles são perfeitos, Emma é quase uma cópia de Jace, loira tempestuosa, vingativa com toques de charme, ironia e impulsividade; pra variar ela foi constantemente irritante no início do livro, amadurecendo conforme fui lendo, a partir daí ela foi muito obstinada e cativante. Julian já é uma outra história, uma surpresa mais do que agradável, durante a leitura vamos descobrindo a personalidade de Jules, e ele causa um mix de emoções maravilhosas, pena, compaixão, raiva, admiração...ele é uma definição de dualidade, gentil e implacável - e devo dizer apaixonante.

Personagens Secundários: Os Blackthorn são encantadores, tão fraternos e avessos ao que sabemos sobre Caçadores de Sombras, divertidos, leais e sinceros. Gostaria de ter alguns como protagonistas, como Ty, Tavy ou até Helen. Amei saber mais sobre Mark, ele era um personagem curioso e hoje o acho fascinante. Diana é um mistério, apesar de não me despertar muito interesse fiquei curiosa com suas ações. Foi muito estranho conhecer outro feiticeiro, Malcon Fade - o Alto feiticeiro de Los Angeles, e foi impossível não compará-lo a Magnus, e apesar de tudo achei o personagem fraco e desinteressante. Cristina foi a personagem inédita da série e no geral foi neutra, em alguns momentos imaginei grandes conflitos amorosos envolvendo-a, pena que muitas coisas ocorreram diferente do que pensei, talvez ela pudesse ser mais explorada.
Capa, Diagramação e Escrita: As capas são maravilhosas, a partir do penúltimo livro da série original começaram a laminar e colocar efeito holográfico nelas,  gosto muito da sensação  ilusória e fantasiosa que há em todas, e como sempre retratam um dos personagens de forma fidedigna. A diagramação é simples e me decepcionou um pouco, além de encontrar uma quantidade incomoda de erros, a qualidade da impressão mudava de página para página, ficando carregada e em muitos pontos até borrada, enquanto em outros capítulos havia frases desgastadas. A escrita de Cassandra continua gostosa, envolvente, leve e contínua. Me agradou que ela tenha se preocupado em relembrar pontos da série para quem se esqueceu (como eu), mas sem tornar isso óbvio e cansativo.
Concluindo: Sei que essa série tem diversos defeitos e que a maioria acha que ela já deu o que tinha que dar, ou que é mediana ou ruim, mas eu amo os personagens e universos, por mim Cassandra pode detalhar ainda muitas histórias que ela já introduziu. Quanto a este livro, de forma singular - foi ótimo, a história é interessante, não deixou a desejar mesmo que já tenhamos lido tanto sobre o mesmo tema, apesar de o final não ter sido muito criativo ou surpreendente, ele com certeza foi inesperado...o vilão, os últimos acontecimentos, a maioria dos romances, até os triângulos amorosos, inclusive a plot final foram inesperados e isso foi delicioso. Estou ansiosa pela continuação dos Artifícios das Trevas e espero que tenha muito mais spin - offs de Instrumentos mortais!!
 Classificação:
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge